Semana de Popularização do Teatro

Entre os dias 30 de abril e 3 de maio aconteceu em São João del-Rei a 1ª Semana de Popularização do Teatro. A campanha, inédita na cidade, procurou levar o público para dentro do Teatro Municipal. Foram 4 dias de programação com espetáculos teatrais, intervenções artísticas, exposição fotográfica e apresentação musical.

Espetáculo
Espetáculo “Navalha na Carne”, apresentado pelos alunos do curso de Teatro da UFSJ. Foto: Priscila Natany

O evento contou com grupos de São João Del- Rei, Barroso, Tiradentes e Conselheiro Lafaite. Além de mesclar profissionais e amadores, abriu espaço para alunos da Universidade. Estudantes de teatro e jornalismo participaram apresentando e registrando o evento, respectivamente.

Segundo Leanddro Rocha, diretor do Teatro Municipal, tornar o teatro acessível à população e valorizar aqueles que logo entrarão no mercado de trabalho foram objetivos da campanha.

O saldo dessa primeira edição foi avaliado pelos organizadores como positivo. Leanddro comentou ainda que viu na platéia gente que nunca havia entrado no Teatro. Para os universitários a experiência também foi enriquecedora, pois encontraram ali um espaço para interagir com a comunidade, além do contato proporcionado pelos projetos de extensão.

Priscila Natany

Diário de Bordo: Taylah Martin

Ola! Eu sou Taylah Martin, e tenho 20 anos. Vim dos Estados Unidos para fazer intercâmbio na UFSJ. No meu país, faço um curso duplo de Letras (Línguas Românicas) e Estudos da América Latina/o Caribe na Universidade da Geórgia. Escolhi o Brasil para fazer intercâmbio, porque eu já tinha vindo duas vezes para passear e fazer missões. Amei as experiências que tive aqui, conhecendo brasileiros intimamente e falando português, minha língua preferida. Queria muito voltar, ficar por um tempo mais extensivo e poder estudar aqui. O programa de intercâmbio no qual que participo, dura 10 meses e especializa na perfeição do meu português.
Uma diferença notável entre os Estados Unidos e o Brasil, logicamente, e a língua. Na minha casa, a minha família não fala português. Também, português não é uma língua bem conhecida entre muitos americanos (pelo menos não entre os que eu conheço). Para mim, a língua portuguesa é tão única, e mesma ela não sendo minha primeira língua, me sinto como se fosse para ser que eu falasse português.
Estudar aqui pode ser difícil as vezes, porque tenho uma aula as 7:15 da noite. Acaba as 10. Isso é completamente diferente que o horário das aulas que faço na minha universidade. Geralmente, essas aulas caem entre 8 da manha e 5 da tarde. Alem disso, a minha única dificuldade é adaptar a solidão. As vezes, me sinto sozinha e fico com saudades das pessoas que me amam e me apoiam no meu país.
Os que eu mais gostei na cultura brasileira foram a língua e o espírito acolhedor das pessoas. É isso que me faz mais e mais apaixonada pelo Brasil. Mesmo que de vez em quando me sinta falta da família e dos amigos, nunca quero pensar em ir embora do Brasil.

-Taylah Martintaylah selfie

Mudemos no Araçá

Nos dias 24, 25 e 26 de Abril aconteceu a primeira edição do Mudemos no bairro Araçá. A ação foi organizada pelo Eppa (Escritório de Práticas Projetuais Alternativas) que é o EMAU (Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo) da UFSJ, em parceria com o 5ª, com o projeto de extensão Parque Chacrinha e o Estúdio Canteiro e Desenho, orientado pela Professora Helena Marchisotti.

Com oficinas de biotinta, mosaico de cerâmica, lixeiras em pallet e a criação de uma “farmácia viva” (plantio de ervas medicinais e mudas de frutíferas), os estudantes puderam interagir com os moradores do bairro Araçá.

No domingo ainda aconteceram eventos culturais, com palco livre, varal de poesia, Sarau Sem Vergonha e música ao vivo para encerrar os três dias de atividade.

Muito gratificante é ver o sorriso no rosto das crianças, a satisfação no olhar do morador e a alegria de todos que contribuíram para essa  maravilhosa intervenção, mesmo depois de um longo dia de trabalho. Esse é o resultado do olhar voltado para as pessoas. Nosso olhar que refletiu todos os sentimentos que estavam ali.

Em breve postaremos o nosso vídeo com bons momentos do final de semana Mudemos no Araçá.

A parceira do 5ª Cultural com o EPPA faz parte das nossas novas ações, que buscam uma entrada mais efetiva na comunidade são joanense! Obrigado EPPA! Mudemos!

+ fotos na nossa página no facebook.

Top 5 – Bandas que influenciam o 5ª Cultural

Você se lembra das bandas que já se apresentaram no 5ª Cultural?

O ano passado tivemos diversas intervenções musicais de bandas locais nos intervalos das quinta-feiras a noite no CTAN.  Cada uma com uma influência diferente, elas ajudaram a construir o que é o 5ª hoje.  Fizemos um Top 5 com os melhores sons de algumas delas pra vocês curtirem com a gente!

Vamos relembrar esses bons momentos?

Risoflora: Chico Science & Nação Zumbi

Gato Pardo: Ramones

The New Youngs: Johnny Cash

Canoa Elétrica: Rita Lee

Mr. Fittipaldi:  Tiago Iorc