Radiação: novidades e repercussão das oficinas

E aí povo!

“Democratização Cultural?”, o primeiro debate da 5ª

As oficinas acabaram e agora no final do semestre é bom se ligar porque a 5ª tá radiante de programação. Saca só, semana que vem e próxima irão acontecer 2 debates – os cartazes ainda estão saindo – um sobre Emancipação Cultural (abertura do nosso pitchuquinho o CIARTIC), e o outro sobre o livro do MEC “Por uma vida melhor”, escrito pela professora Heloísa Ramos, e que está gerando a maior polêmica.

Quanto às quintas semanais, na próxima, 16 de junho, quem toca são os caras… Arquitetos do Universo! Se eu fosse você comparecia, porque eles vão quebrar tudo no intervalo com suas cirandas interestrelares. Qualquer alteração vamos deixando recados nas redes de pesca estendidas por aí.


Oficinas

A primeira oficina da 5ª nesse semestre “Todo dia toda hora: tem história, musica e teatro na escola” foi legal demais! Agitou o esqueleto e as mandibulas da galera como é tradição das oficinas ligadas às artes cênicas. O objetivo era capacitar futuros e/ou presentes educadores a trabalharem com a contação de história, musica e o lúdico para a educação infantil e, por que não, também adolescente e adulta. Na oficina, vimos sair da atuação dos alunos grandes pérolas e histórias; e se nós grandões morremos de rir, estamos ansiosos pra ver as carinhas das crianças ao desfrutar tudo aquilo. A 5ª é super grata ao Carlão, grande oficineiro e antigo parceiro dos primeiros palcos livres, ator, contador de histórias e graduando em artes cênicas pela UFSJ. 

A segunda oficina, que aconteceu na quinta e sexta-feira, foi “Música popular e moderna poesia brasileira: tradições e contradições”. Por meio de canções e poesias modernas, discutiu-se o lugar do lirismo na modernidade, a relação música-poesia, e a mudança de perspecutiva que essas novas “tradições” carregam consigo. Passando pelo Samba, Tropicalismo, Vanguarda Paulista e a atual MPB, pode-se perceber o tanto que a palavra tornou-se central nas composições atuais. Nosso concertador de carro dessa vez é o Igor,  também antigo parceiro e colaborador voluntário da 5ª nos festivais, poeta, membro-fundador do grupo Larvas poesia e graduando em Letras pela UFSJ. A oficina ministrada por ele, como a do Carlão, também teve como maior parte de interessados futuros educadores. Os participantes se atinaram pra uma forma mais cativante de se tratar do lirismo (na canção) e foram alertados  por nosso amigo que a experiencia da VIDA jamais pode submeter-se às experiencias teoricas do sistema. O Curso terminou com a exibição do longa Palavra (En)cantada de Helena Solberg, com depoimento daqueles que foram sitados na oficina.

No mais é isso… Ah, e dia 2 de julho tem o festival Cultura de 5ª! Novidades estão por vir, aguardem… O trem vai pegar fogo!
Abraço e até!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s